segunda-feira, abril 08, 2013

As faces dos estranhos que nos habitam



Todos temos uma face que escondemos sempre de tudo e de todos. Só a deixamos vir à tona quando estamos sozinhos. Por vezes nem chegamos mesmo a conhecê-las…
Alguns escondem a face de cetim, ou o azul do céu, o olhar de um Deus, ou um rabo de diabo…
Outros escondem uma face de seda, um estrangulamento, um nascimento, uma piada picante ou o vermelho da paixão…
Há quem esconda a face de algodão, a capa de virgem, uma prostituta, pássaro, borboleta ou face cinza de aço…
São as faces dos estranhos que nos habitam o corpo e a alma, e que gostamos de experimentar quando nos encontramos a sós com a nossa intimidade!

Sem comentários:

Analytics