quinta-feira, fevereiro 20, 2014

impotente e inquieta!


A tua alma rasgou-me o coração. Perdeste o controle!
A tua entrega deixa-me sem fôlego, impotente e inquieta.
Desvendo cuidadosamente esse homem aparentemente controlado
Que faz o meu corpo arder numa paixão febril.

Sem comentários:

Analytics