sexta-feira, junho 08, 2018

5 “regras de ouro” para te tornares num líder de excelência!


Líder, liderança… Já sei no que estás a pensar! Isto não é para mim. Eu sou um operário fabril, trabalho numa equipa técnica, sou jardineiro, cabeleireira, padeiro… Dicas para liderar não é para mim!  

Enganas-te. Este post é mesmo para ti!


É que isso de ser Líder e da Liderança não é apenas para os CEOs das empresas, Administradores, Presidentes, ou Chefias intermédias. Vê lá se estás de acordo comigo?

Ser Líder é algo que está ao alcance de todos e qualquer um, é para ti, para mim, para o teu colega do lado, para o teu vizinho, independentemente do cargo que ocupam ou do trabalho que façam.
A Liderança não passa de um título, de uma ideia socialmente pré-concebida. Na verdade, ser Líder não tem nada a ver com o título, mas sim com a abordagem que fazes e a atitude que tens em relação à Liderança.

Todos os dias temos a oportunidade de ser Líderes, de sermos os nossos próprios líderes. De liderarmos o nosso destino.

Ser Líder é uma forma de ser, uma forma de estar.

Os verdadeiros líderes são aqueles que nunca deixam de acreditar. Otimistas por natureza, num mundo cada vez mais global, competitivo e de capacidades duvidosas, o líder é aquele que acredita nas suas competências, nas suas valências e desempenha as suas funções de forma implacável. Os verdadeiros líderes acreditam que há dignidade em todos os trabalhos e primam por melhorar tudo o que tocam. Acima de tudo sabem que o “cerne do negócio” se desenvolve a partir e para a melhoria das relações humanas. O segredo não está no que dás, mas no valor acrescentado que entregas no trabalho que desempenhas, nas relações que desenvolves com os outros, no quanto contribuis para um propósito mais global.

O Líder quando é deitado abaixo não atira a toalha ao chão. É persistente na persecução dos seus objetivos!
E este é um princípio muito simples. Se te vês como um líder sabes que terás de encontrar as forças para seres o primeiro a levantar-te, dares o exemplo, e sabes que tens a responsabilidade de te gerires a ti próprio.

Tu és o principal responsável pela tua saúde, espiritualidade, pensamentos e sentimentos. “Quando culpas terceiros, desperdiças o teu poder de seres a mudança que queres ver” (Mahatma Ghandi).

Deixa de te vitimizares. Arregaça as mangas, muda o teu mindset, a tua estrutura mental e psicológica, e apanha as rédeas da tua vida:

1 – Muda o teu mindset. Acredita em ti e nas tuas competências.
2 – Dá exemplo. Sê um exemplo.
3 – Melhora tudo o que tocas, dá o teu contributo.
4 – Sê persistente e valoriza as relações humanas.
5 – Gere-te a ti próprio. Vê-te como um líder.

Tens dúvidas? Não percas o próximo artigo sobre o poder da visualização!

Partilha aqui a tua opinião sobre este tema e se gostaste deste artigo partilha-o nas tuas redes sociais!
Boa sorte para as tuas conquistas de liderança!


Sem comentários:

Analytics